Publicado em: qua, fev 10th, 2016

Atendimento de graça a animal de pessoa carente é vetado no interior de SP

17922165O médico veterinário Ricardo Fehr Camargo foi proibido pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo (CRMV-SP) de atender gratuitamente animais de pessoas carentes em sua clínica, em São Carlos (255 quilômetros de São Paulo).

O veto foi comunicado no último sábado (30) e provocou revolta nas redes sociais depois que o veterinário publicou um vídeo revelando o caso. Segundo o órgão, o atendimento gratuito só é autorizado em casos de pesquisa, ensino e utilidade pública. O atendimento gratuito ocorrido em clínica particular não é considerado utilidade pública pelo conselho.

De acordo com Camargo, foram atendidos gratuitamente cerca de 50 animais em dois sábados. Entretanto, no último dia 30 de janeiro, uma fiscal do CRMV-SP foi até a clínica e determinou a suspensão dos atendimentos, informando que o veterinário iria responder a um processo interno, caso não cumprisse a determinação.

“A fiscal disse que o que eu estou fazendo não é de utilidade pública porque não está vinculado à nenhuma entidade sem fins lucrativos e que eu teria de parar de atender porque estava ferindo o Código de Ética. Eu achava que era utilidade pública, não sabia que para isso precisaria estar vinculado a uma entidade”, explicou o veterinário.

A ideia de Camargo surgiu em meio às várias consultas domiciliares que fez em bairros mais pobres. “Eu sempre tive vontade de ajudar e a cada consulta domiciliar em áreas mais vulneráveis essa vontade aumentava. Eu via que as pessoas precisavam não só de atendimento para seus animais, mas de outros cuidados especiais, como noções básicas de manuseio, higiene. E isso aumentou minha vontade de ajudar.”

Os atendimentos gratuitos aos sábados, que estão temporariamente suspensos, só aconteciam depois que as famílias cadastravam seus animais e passavam por uma triagem para comprovação da condição social.

“Como eu percebi que aos sábados o movimento na clínica era tranquilo, decidi abrir as portas para atender essas pessoas. E não vou parar, já estou em contato com meu advogado e contador para criar uma ONG e poder atender segundo as exigências do conselho”, explicou.

Ele também admitiu que recebeu uma multa para regularizar a situação de sua clínica, que estaria sem registro no CRMV-SP por questões burocráticas. “Meu registro como veterinário está regular, tudo normal. Só a clínica que está irregular por falta de preenchimento de uma papelada. Mas tenho 30 dias para resolver isso.”

Fonte: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2016/02/02/veterinario-e-proibido-de-atender-gratuitamente-animais-de-pessoas-carentes.htm

Comente com o facebook



Mais abaixo comente sem ter conta no facebook

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Licença Creative Commons
O trabalho Segundo Sol está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-Compartilha-Igual 4.0 Internacional.
A cópia é estimulada desde que seja citada a fonte.

Este blog tem finalidades exclusivamente informativas e exprime as opiniões pessoais e subjetivas do autor.
Este blog não garante a exatidão do conteúdo fornecido nem pode ser considerado responsável por eventuais erros ou inexatidões das informações presentes no blog ou nos links externos. Este blog não é responsável pelos conteúdos inseridos por parte dos internautas na seção "Comentários".
Se em alguma publicação, direitos de autor ou de terceiros forem violados, por favor, contactar com o blog para podermos remover o conteúdo, escrever para: contato@segundo-sol.com informando o link. O conteúdo será prontamente removido.

Liberdade de Expressão
É importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal ...
veja mais aqui

Print