Publicado em: seg, fev 16th, 2015

Flúor: Lixo tóxico que é colocado no sistema de abastecimento de água no Brasil – E como se prevenir!

Nota SS: Segundo Dr. Arnoldo Veloso (vídeo mais abaixo) 97% dos países não fluoretam a água, pasmem, o Brasil faz parte dos 3% que adiciona este veneno na água. Sugiro a ler a publicação para entender sobre o mal que o flúor pode causar para o organismo, principalmente para o cérebro e todo o sistema nervoso central.

fluorO flúor é um veneno persistente e não degradável no meio-ambiente que se acumula no solo, plantas, animais selvagens, e no corpo humano. O flúor é mais tóxico do que o chumbo, mas não é tão tóxico como arsênico. Quando utilizado em pesticidas, não é mais inerte do que o chumbo e o arsênio; retiram o cálcio do ossos e tecidos do corpo humano. O que mais assusta é que os Profissionais da Saúde de Autoridades Governamentais sabem disto e permite a sua adição à água para consumo humano ou não. O flúor é um resíduo químico que acharam um meio de usa-lo com ajuda do Marketing de que faz bem a nossa saúde. MENTIRA; isto causa doenças degenerativas e letais ao Ser Humano e ao Meio-Ambiente.

A Odontológica vendeu sua alma ao diabo

Flúor tem sido adicionado na água pública por décadas; e não podemos chama-la de água potável como é vendida de forma ilusória a população. As maiorias das pessoas têm acumulado flúor no organismo humano causando sérios problemas de saúde como, danos no DNA, câncer, disfunção da tiroide, desequilíbrio hormonal, depressão, baixo QI em crianças na fase de desenvolvimento, tumores no cérebro, demência, envelhecimento precoce, doenças cardiovasculares, pressão alta, acidente vascular cerebral (AVC), Dislipidemia, hiperlipidemia, hiperlipoproteinemia, resistência insulínica, doença de Alzheimer e Parkinson, etc. E, a pior parte, a odontologia moderna tem promovido o uso de flúor como benéfico e envenenado milhões de pessoas com a sua utilização.


Como evitar intoxicação por flúor

O primeiro passo é consumir água de qualidade, porque a água de qualidade não é só pura (não pode estar contaminada com cloro, flúor, metais pesados e tóxicos, compostos orgânicos e xenoestrogênicos), incolor, transparente e inodora; ela deve ter outras propriedades como pH alcalino maior que 7.5, ORP negativo, alta condutibilidade elétrica, baixa tensão superficial, ionizada na forma hexagonal com ângulo de 104.5º. Não tomar água em recipientes plásticos devido a dioxina , o Bisphenol-A e outros Bisphenois de origem do petróleo. Filtragem ou destilação não removem o flúor nem o cloro da água como se anuncia publicamente para vender estes produtos. A utilização de osmose reversa não garante a qualidade da água obtém os benéficos listados acima.

Segundo a Agência de Substâncias Tóxicas e Registro de Doenças (ATSDR – USA), “Cozinhar os alimentos com água fluoretada aumento dos níveis de flúor na refeição.” Em outras palavras, quando se cozinha com água fluoretada – o fluoreto aumenta em concentração.

Fluoreto de sulfurilo é usado para fumigar lugares onde os alimentos são armazenados e, ao mesmo tempo, este fica pulverizado sobre os grãos, frutos secos, grãos de café, cacau e nozes. Instalações de alimentos no Canadá e na Europa contam com controles de temperatura e recipientes mais rígidos de armazenamento mais limpas, em vez de pesticidas. Fluoreto de sulfurilo foi aprovado como um inseticida para eliminar cupins.

Assim, evitando os alimentos cultivados pulverizadas com pesticidas, e comprar alimentos orgânicos e cultivados localmente e conhecidos a sua procedência. Alimentos processados, como chá instantâneo, produtos de suco de uva, e leite de soja para bebês contêm altas concentrações de fluoreto de sódio, assim como muitas drogas farmacêuticas.

 Para esta publicação não ficar muito longa, convido o leitor a ler a seguinte publicação no site umaoutravisao.com.br intitulado “50 razões para opor-se à fluoretação – por: Paul Connett, Ph.D

Assista o vídeo abaixo, que explica de forma bem didática sobre a história do fluoreto

 Dr. Arnoldo Veloso fala sobre a verdade sobre o flúor da água e na pasta de dente

 Dr. Lair Ribeiro fala sobre o flúor

O terapeuta Ivandélio Sanctus fala sobre o Flúor –
“Saiba que o flúor está detonando sua memória e o Sistema Nervoso Central”

Entrevista com o dentista Dr. Bill Osmunsohn, um dos maiores líderes no movimento de oposição ao uso de flúor

Parte 1

Parte 2

Dra. Alice Amaral – nutróloga fala sobre o flúor “O veneno que causa envelhecimento precoce”

 

Melhores maneiras de desintoxicar

A primeira delas é não consumir água fluoretada (que contenha flúor) que é distribuída pelo sistema de distribuição de água de quase todas cidades do Brasil; e muito menos fazer a comida com água fluoretada, pois o flúor não evapora com a água, e ao cozinhar, a concentração do flúor aumenta ainda mais no alimento. Troque sua pasta de dente por uma que não contenha flúor, é mais fácil achar em farmácias como a pasta de dente “parodontax original sem flúor”, pasta de dente “phillips sem flúor” e a “Forever Bright Toogel”; existem também outras pastas de dente de produção em menor escala que se encontra em loja ou site de produtos naturais.
Quem não conseguir uma água de boa procedência sem flúor (água de mina, poço ou tratada sem flúor), e continuar a consumir a água fornecida pela cidade, faça pelo menos a substituição da pasta de dente e pense em filtrar a água por decantação (sistema mais barato) utilizando uma vela que contenha 3 filtragens, sendo o sistema mais eficiente que as tradicionais velas de barro, pois além do barro, tem velas que vem internamente com carvão ativado (que elimina odores) e prata coloidal (eliminação de bactérias) e que inclusive reduz o cloro.
A filtragem da água por osmose reversa não seria uma solução, pois deixa a água praticamente morta, sem nenhum nutrientes necessários para o corpo, e que com o passar do tempo, pode levar a graves doenças, da mesma forma que a ingestão da água fluoretada, ou seja, é trocar 6 por meia dúzia.
Uma forma de reduzir drasticamente o flúor da água é com “Manjericão Santo” , imergindo 75 mg de folhas de manjericão santo em 100ml de água que tinha mais de 7 partes de flúor por milhão de água. Após a imersão das folhas em água durante apenas 8 horas, observou-se redução do flúor para apenas 1,1 partes por milhão.
E como fomos intoxicados por muitos anos com este veneno, e podemos estar com insuficiência de iodo (existem estudos que sugere que 95% da população sofre de deficiência de iodo), e como o iodo auxilia na eliminação desse tóxico, vamos no próximo item abordar sobre a suplementação do iodo.

Suplementação de Iodo: O Iodo auxilia na desintoxicação de substâncias químicas do corpo como chumbo, flúor, mercúrio, etc, além de toxinas biológicas. Esta característica deve-se também, pelo iodo pertencer a família dos halogênios (Flúor, Cloro, Bromo), e por ser mais “pesado” é como se tomasse lugar nos lugares que o flúor está em excesso, além do iodo possuir muitas funções no corpo humano, como evitar a proliferação de bactérias nocivas no estômago, auxilia o sistema imunológico, está presente na glândula tireoide, 20% de todo o iodo do nosso corpo está presente na pele, especificamente nas glândulas sudoríparas (e cuja deficiência se manifesta como pele seca e a diminuição da capacidade para transpirar). Para adquiri-lo por meio da alimentação, o iodo está presente em grande quantidade em ambas as plantas e animais marinhos, incluindo crustáceos, peixes e algas que absorvem o iodo da água do mar. As algas também contêm iodo, como o alho, feijão, acelga, abobrinha, sementes de gergelim, soja, nabo, e espinafre são ricos em iodo. Sal iodado seria uma importante fonte de iodo (porém este sal que se vende no mercado é um veneno, pois para o processo de refino, foi utilizado várias substâncias químicas que eliminou mais de 80 nutrientes do mesmo, o mais recomendado seria o Sal rosa do Himalaia, Flor do Sal ou Sal integral).
A mulher japonesa, por consumir quase que diariamente algas marinhas, pode ingerir até 100 vezes mais iodo que a mulher brasileira. O Dr. David Bronstein, um dos maiores peritos mundiais na área da tireoide e do iodo, considera que 95% da população sofre de deficiência de iodo.
A partir dessa introdução, baseado em estudos e vídeos explicativos de médicos como (Dr. Lair Ribeiro, Ivandelio Sanctus e outros internacionais), sugere-se a suplementação diária de Iodo, pela fórmula de “Lugol” com apenas duas gotas por dia (Iodo 5%, iodeto de potássio 10% e água purificada QSP 85%), o iodo a ser utilizado deve ser o iodo inorgânico (o iodo orgânico é cancerígeno).
A respeito do iodo e da suplementação, veja uma matéria de pesquisa com texto e vídeos que fizemos especialmente a este respeito:
A Importância Do Iodo Em Nossa Saúde – Suplemento Lugol 5% Para Que Serve?

Homeopatia é um método terapêutico que consiste em prescrever, sob uma forma diluída e em pequeníssimas doses, uma substância que, em doses elevadas, é capaz de produzir num indivíduo sadio sinais e sintomas semelhantes aos da doença que se pretende combater [Este método foi criado, no fim do século XVIII, pelo médico alemão Samuel Hahnemann 1755-1843.]. Semelhante cura semelhante, usando o flúor em homeopatia (concentração 30ch, 10 gotas por dia, até acabar o frasco de 30ml) podemos ajudar o organismo a expulsar o excesso do flúor nocivo em nosso organismo.  Onde comprar? É só encontrar alguma farmácia de manipulação que faça (a maioria não faz), ou comprar pela internet [opção 1] [opção 2].

Magnésio inibe a absorção do fluoreto pelas células, e cálcio atrai os fluoretos a partir de tecidos. Alimentos ricos em ambos é uma solução para iniciar o processo de desintoxicação. Basta adquiri-lo em qualquer farmácia sob o nome de “Cloreto de Magnésio”; geralmente vem numa caixinha com 33g e basta adicioná-lo em pouquíssimas quantidades (exemplo: uma colherzinha de sobremesa num galão de 20 litros de água).

Tamarindo tem sido utilizada na Medicina Ayurvédica; a polpa da fruta, casca e folhas são convertidos para chás e tinturas, com a capacidade de eliminar fluoretos através da urina.

Limpadores para fígado pode ser eficazes para eliminar os fluoretos e outras toxinas (não se recomenda o uso frequente, apenas muito de vez em quando, se houve um exagero e intoxicação alimentar ou recomendação médica.

Sauna seca auxiliam na armazenagem no tecido adiposo. Isso requer beber muita água livre de flúor para repor os minerais perdidos por meio da transpiração. A sauna úmida não é recomendada, pois como á água da cidade contém flúor, estará presente no vapor da sauna tornando um veneno generalizado e em vez de ser saudável, estará recebendo altas doses de veneno indo direto para pulmão e suas mucosas.

Vitamina C, em abundância, é útil com qualquer programa de desintoxicação, e as melhores fontes alimentares maneira são: bagas orgânicas, frutas cítricas, espargos, abacate, melão, verduras, abacaxi e vegetais crucíferos, como brócolis, repolho, couve e espinafre.

Lembre-se, a melhor defesa (às vezes) é um bom ataque – tomar medidas hoje para se proteger de possíveis danos.

 

Referências:

Vídeos do youtube
http://www.naturalhealth365.com/detoxification-2/fluoride-poison.html
traduçãohttps://xgerms.wordpress.com/2012/10/11/como-se-proteger-contra-envenenamento-por-fluor/

Comente com o facebook



Mais abaixo comente sem ter conta no facebook
Exibindo 1 Comentário
Diga o que achas a respeito
  1. Ivandiraaraguari@hotmail. Com/hidróxido de cálcio+água +boa filtragem ,ficamos sem o fluoreto de sódio?serä que precisa de análise depois dessa água?li por acaso isso em uma postagem,mas estou sem saber mais detalhes.

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Licença Creative Commons
O trabalho Segundo Sol está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-Compartilha-Igual 4.0 Internacional.
A cópia é estimulada desde que seja citada a fonte.

Este blog tem finalidades exclusivamente informativas e exprime as opiniões pessoais e subjetivas do autor.
Este blog não garante a exatidão do conteúdo fornecido nem pode ser considerado responsável por eventuais erros ou inexatidões das informações presentes no blog ou nos links externos. Este blog não é responsável pelos conteúdos inseridos por parte dos internautas na seção "Comentários".
Se em alguma publicação, direitos de autor ou de terceiros forem violados, por favor, contactar com o blog para podermos remover o conteúdo, escrever para: contato@segundo-sol.com informando o link. O conteúdo será prontamente removido.

Liberdade de Expressão
É importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal ...
veja mais aqui

Print