Publicações atualizadas em nossa página do FACEBOOK




Publicações do nosso blog

domingo, 3 de agosto de 2014

FORTE TERREMOTO NO SUDOESTE DA CHINA MATA MAIS DE 200 PESSOAS

635427560038587908w

O terremoto de 6,5 graus na escala Richter que atingiu a província de Yunnan neste domingo (03/08), no sudoeste da China, deixou 221 mortos, mais de 100 desaparecidos e cerca de 1,4 mil feridos. De acordo com o Centro Sismológico da China, o terremoto aconteceu às 16h30 (05h30 em Brasília) com epicentro a 12 quilomêtros de profundidade no condado de Ludian, de 296 mil habitantes, pertencente à cidade de Zhaotong, em Yunnan. É uma área remota da província, quase exclusivamente agrícola, com 439 mil habitantes.

O terremoto derrubou e danificou milhares de edifícios, principalmente construções antigas e residenciais. Segundo as autoridades, mais de 12 mil casas foram destruídas e outras 30 mil foram danificadas. "Senti uma forte sacudida em meu apartamento, no quinto andar, e alguns objetos pequenos começaram a cair das estantes", contou um morador de Ludian à "Xinhua". A maioria das pessoas saiu de suas casas correndo em direção à rua, assinalou a mulher, enquanto outra testemunha indicou que sentiu como se "estivesse em um navio" durante o tremor. "É terrível. As consequências são piores do que o terremoto que sofremos há dois anos. Nunca antes tinha sentido tremores tão fortes. Tudo o que posso ver são ruínas", afirmou outro voluntário por telefone.

Segundo o jornal "South China Morning Post", o tremor pôde ser sentido em cidades próximas, como a capital provincial, Kunming, além de em Chongqing, Leshan e Chengdu, na província vizinha de Sichuan.

Terremoto, na província de Yunnan, deixou mais de 1400 feridos (Foto: Agência EFE)

TERREMOTO, NA PROVÍNCIA DE YUNNAN, DEIXOU MAIS DE 1400
FERIDOS (FOTO: AGÊNCIA EFE)

As autoridades enviaram 2,5 mil militares e mais de 700 policiais e bombeiros à região para auxiliar as equipes de resgate, que trabalham exaustivamente para tentar encontrar sobreviventes entre os escombros, embora a forte chuva que cai em Ludian tenha dificultado os trabalhos.Além disso, em caráter de urgência, o Executivo enviou 2 mil tendas de campanha, 3 mil camas móveis, 3 mil cobertores e 3 mil capas à região, além de outros produtos básicos e medicamentos levados pela Cruz Vermelha da China.

A maioria das vítimas foi registrada no condado onde se localizou o epicentro, local em que as equipes concentram as buscas dos mais de 100 desaparecidos. No entanto, também foram registradas vítimas em Qiaojia e Huize.

No condado de Ludian, os serviços de comunicações e eletricidade foram reestabelecidos após um longo período, assim como o serviço de transporte, restabelecido tanto neste condado e quanto nas conexões com os demais. No entanto, a estrada que chega até a aldeia onde se registrou o epicentro, no condado de Ludian, segue interditada e ainda danificada por um deslizamento de terras que ocorreu pouco antes do terremoto de hoje

Zhaotong está a 300 quilômetros de Kunming, a capital provincial, onde em setembro de 2012 um terremoto de 5,7 graus deixou mais de 80 mortos e feriu mais de 800 pessoas. O sudoeste da China é uma zona de frequente atividade sísmica e, nesta época do ano, também sofre com intensas chuvas, como as que mês passado causaram sérias inundações e deslizamentos de terra.

Fonte: http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Resultados/noticia/2014/08/forte-terremoto-no-sudoeste-da-china-mata-150-pessoas.html


EmoticonEmoticon