Publicações atualizadas em nossa página do FACEBOOK




Publicações do nosso blog

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

ISON Sobrevive após passar pelo periélio

ISON Sobrevive após passar pelo periélio (máxima aproximação do Sol)




Fonte: vídeo compartilhado no youtube (imagens de satélites da Nasa)

ISON – Fragmento do Cometa resiste passagem pelo Sol e possibilidade de vê-lo aumentam
29/11/2013
Por William Camargo – O Cometa ISON, aparentemente, segundo os cientistas, não conseguiu suportar o calor escaldante do Sol e foi parcialmente desintegrado, restando apenas um pequeno fragmento, que deixa a esperança de pelo menos, poder ser observado por meio de binóculos e lunetas, isto é, caso seja possível. No entanto está é apenas uma hipótese, pois o ISON ainda está muito próximo de nossa estrela. Imagem captada pelo SOHO e divulgada pela ESA e NASA, apresentam um pequeno fragmento com uma um rastro de ângulo mais aberto, denominado de cabeleira, como se vê na foto.

A expectativa era de que o ISON sobrevivesse e que em dezembro proporcionasse um espetáculo no céu, algo que provavelmente não deverá ocorrer.

As esperanças da possibilidade de ainda poder observar o ISON a partir da Terra a olho nú, aumentaram com a divulgação das imagens. Só que mesmo que possa ser visto a olho nú, não terá o brilho esperado desde que foi descoberto em 21 de setembro de 2012, por astrofísicos russos Vitali Nevski e Artyom Novichonok.

Porque o ISON ganhou esse nome?
O C/2012 S1, recebeu o nome informal ISON, por ter sido descoberto pela equipe pertencente à Rede Óptica Científica Internacional (ISON), que possui sede na Rússia.

A esperança de ainda ver o ISON:
Cientistas e Astrônomos, com cautela afirmam que tudo pode acontecer, pois segundo eles, um pequeno fragmento resistiu, e ainda não é possível determinar seu tamanho, se possui um núcleo ou não. Somente nas próximas horas, poderão dizer o que realmente pode acontecer.

A Agência Espacial Europeia, reviu sua afirmação de que o ISON havia se desintegrado e afirmou que um pequeno pedaço do cometa resistiu sim em sua passagem pelo Sol.

Mesmo essa pequena parte do cometa que resistiu a passagem pelo Sol, continue sua órbita, só poderá ser visto novamente daqui 400.903 anos. Este é o tempo de sua órbita. Resta agora a nós, aguardar por mais informações dos cientistas e astrônomos sobre o real destino do que restou do ISON.

Com informações da ESA e NASA
Fonte: http://www.folhapaulistana.com.br/2013/11/ison...

Vídeo compartilhado no youtube:

1 comentários so far

O ISON tem sido mesmo surpreendente. Os cientistas, parece que terão que correr atrás, e não será nada fácil, pelo jeito.

Bem, quem sabe, tudo isso se torne ainda mais interessante, com o ISON cada vez mais protagonista...


EmoticonEmoticon