Publicações atualizadas em nossa página do FACEBOOK




Publicações do nosso blog

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Sobe para 144 número de mortos por terremoto nas Filipinas

Tremor de 7,2 graus de magnitude atingiu a região central do arquipélago na última terça-feira (15). Autoridades estimam que 2,8 mi filipinos tenham sido afetados


As autoridades das Filipinas elevaram nesta quarta-feira (16) para 144 o número de mortos e para 2,8 milhões o de afetados pelo terremoto de 7,2 graus de magnitude que atingiu, na terça-feira(15), a região de Visayas, no Centro do país.

De acordo com o Conselho Nacional de Gestão e Redução de Desastres das Filipinas, Eduardo del Rosário, as equipes de resgate registraram 291 feridos e 33 desaparecidos.O número de filipinos deslocados registrados pelas autoridades é de 12.665. Destes, 12.500 estão alojados em 13 abrigos.

O terremoto que atingiu a região central das Filipinas na útlima terça foi o mais forte ocorrido no arquipélago nas duas últimas décadas. Segundo o Instituto de Vulcanologia e Sismos das Filipinas, o terromoto foi seguido por 241 réplicas de menor intensidade. A mais alta delas chegou a 5,9 graus de magnitude. Apesar dos tremores, por enquanto não há previsão de formação de tsunamis na região. O tremor destruiu pelo menos 20 pontes, 30 colégios, cinco delegacias e 11 hospitais. Também foram destruídos monumentos históricos, como a Basílica Menor do Santo Menino, em Cebu, considerada a mais antiga igreja católica das Filipinas.

O presidente das Filipinas, Benigno Aquino, que visitou hoje a Ilha de Bohol para ver a situação das zonas afetadas, afirmou que haverá "consequências severas" para comerciantes que aumentarem os preços de produtos básicos, como água e arroz.

As Filipinas estão localizadas sobre o chamado "Círculo de Fogo do Pacífico", uma área de grande atividade sísmica e vulcânica em que ocorrem cerca de sete mil terremotos por ano - a maioria, de intensidade moderada.


EmoticonEmoticon