Publicado em: dom, set 22nd, 2013

Baleias encalham no litoral do RN; sete morrem

Animais da espécie falsa-orca encalharam em Areia Branca, litoral Norte.
Biólogos ainda não sabem o que ocasionou a morte dos mamíferos.

Cerca de 30 baleias da espécie falsa-orca encalharam na praia de Upanema, em Areia Branca, na manhã deste domingo (22). A maioria dos animais foi recolocada no mar pela população local, mas sete delas já morreram, de acordo com a Polícia Militar. Biólogos consultados pelo G1 ainda não sabem informar o que ocasionou o encalhe dos animais. Areia Branca fica na Costa Branca do Rio Grande do Norte, distante 327 quilômetros de Natal.

Inicialmente, biólogos informaram ao G1 que as baleias eram da espécie piloto. Às 17h, o especialista Flávio José de LIma Silva entrou em contato para corrigir a informação. Na verdade, as baleias são da espécie falsa-orca.

De acordo com o tenente João Almeida, do Pelotão Ambiental da Policia Militar de Mossoró, os policiais foram avisados do encalhe por volta das 5h. “De imediato acionamos a equipe do pelotão ambiental e ainda o projeto Cetáceos, mantido pela Petrobras e pela Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN). Eles coordenaram a população na tentativa de resgatar os animais, reinserindo-os ao mar”, falou o oficial.

O policial informou que não há mais baleias vivas encalhadas na praia. No entanto, algumas baleias que foram colocadas de volta ao mar continuam próximas à orla e podem encalhar novamente. Por isso, uma embarcação da Marinha do Brasil está no local para tentar assustar essas baleias vivas para que retornem ao fundo. Mesmo com o salvamento da maioria das baleias, sete delas morreram – inclusive um filhote, segundo a PM.

As seis primeiras baleias morreram ainda pela manhã. Por volta das 16h, o biólogo Flávio José Lima Silva, do projeto Cetáceos da Costa Branca, confirmou a morte do 7º animal. “Essa baleia havia sido recolocada no mar, mas acabou sendo atacada por tubarões e morreu. O mar arrastou o corpo dela no final da tarde novamente na praia”.

De acordo com biólogos, a baleia falsa-orca não é costeira. Ela habita zonas tropicais e temperadas e alimenta-se de peixes. Uma das principais características é que vivem em grupos que variam de várias dezenas a centenas de indivíduos de todas as idades.


Notícia compartilhada no site: www.segundo-sol.com

Comente com o facebook



Mais abaixo comente sem ter conta no facebook

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Licença Creative Commons
O trabalho Segundo Sol está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-Compartilha-Igual 4.0 Internacional.
A cópia é estimulada desde que seja citada a fonte.

Este blog tem finalidades exclusivamente informativas e exprime as opiniões pessoais e subjetivas do autor.
Este blog não garante a exatidão do conteúdo fornecido nem pode ser considerado responsável por eventuais erros ou inexatidões das informações presentes no blog ou nos links externos. Este blog não é responsável pelos conteúdos inseridos por parte dos internautas na seção "Comentários".
Se em alguma publicação, direitos de autor ou de terceiros forem violados, por favor, contactar com o blog para podermos remover o conteúdo, escrever para: contato@segundo-sol.com informando o link. O conteúdo será prontamente removido.

Liberdade de Expressão
É importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal ...
veja mais aqui

Print