Publicado em: qua, fev 20th, 2013

Após meteoro cair na Rússia, moradores do Rio se assustam com rastro de fogo no céu

O rastro de fogo observado no céu do Rio de Janeiro no fim da tarde do último domingo (17) assustou moradores da Baixada Fluminense, que compararam o fenômeno ao meteoro que caiu na Rússia na sexta-feira (15).

Para Ana Paula Dutrain, que filmou o rastro de fogo, a imagem era parecida com as cenas divulgas do meteoro que atingiu a Rússia, deixando cerca de 1.200 pessoas feridas.

— Estava lanchando com minha filha e meu marido no quintal quando de repente vi um negócio branco caindo. Na minha mente, eu achei que fosse um meteoro porque na proporção que ele caía, acendia uma luz de fogo. Se caiu na Rússia, pode cair aqui. Ninguém ta livre.

Entretanto, o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e um especialista ouvido pelo R7 descartaram a possibilidade.

Pesquisador do Observatório Nacional, Fernando Roig acredita que possa se tratar de um avião. Segundo ele, o fato de o rastro sumir no horizonte poderia ser explicado pela curvatura da Terra.

— A explicação mais plausível é de que seja um avião, pois está se movendo muito lentamente, extremamente lento. Não posso afirmar que seja um avião, mas com certeza não se trata de um meteoro. Muitas pessoas questionaram o fato do rastro sumir no horizonte, mas isso se explicaria pela curvatura da terra. Com isso, em algum momento o rastro teria de ser perdido de vista. A cor do rastro, um pouco alaranjada, também é um indício de avião, uma vez que no fim da tarde o sol estaria iluminando o avião de baixo para cima, o que daria essa coloração.

O INPE também descartou a hipótese de meteoro e explicou que “o comprimento e a velocidade são constantes, típico de rastro de condensação de um jato. O tempo de vida dos meteoros raramente chega a alguns segundos como foi o caso daquele na Rússia, isso porque a velocidade com que os meteoroides entram na atmosfera da Terra é normalmente superior a 7 km por segundo, podendo chegar até 75 km por segundo (270 mil km/h). Tipicamente, a velocidade de entrada na Terra desses objetos é da ordem de 26 km por segundo”.

O instituto ressaltou ainda que “como a destruição dos meteoroides, pra formar os meteoros, começa entre 90 e 100 km de altura, o tempo de duração de um meteoro seria menor que 14 segundos ou maior do que 1,3 segundo, assumindo-se que ele percorreria a distância de 100 km sem ser destruído. Uma série de fatores como seção de choque, ângulo de incidência na atmosfera, composição química do meteoroide e massa total, tem implicações sobre o tempo de vida do meteoro”.

via: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/apos-meteoro-cair-na-russia-moradores-do-rio-se-assustam-com-rastro-de-fogo-no-ceu-20130220.html

Vídeos:


Notícia compartilhada no site: www.segundo-sol.com

Comente com o facebook



Mais abaixo comente sem ter conta no facebook

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Licença Creative Commons
O trabalho Segundo Sol está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-Compartilha-Igual 4.0 Internacional.
A cópia é estimulada desde que seja citada a fonte.

Este blog tem finalidades exclusivamente informativas e exprime as opiniões pessoais e subjetivas do autor.
Este blog não garante a exatidão do conteúdo fornecido nem pode ser considerado responsável por eventuais erros ou inexatidões das informações presentes no blog ou nos links externos. Este blog não é responsável pelos conteúdos inseridos por parte dos internautas na seção "Comentários".
Se em alguma publicação, direitos de autor ou de terceiros forem violados, por favor, contactar com o blog para podermos remover o conteúdo, escrever para: contato@segundo-sol.com informando o link. O conteúdo será prontamente removido.

Liberdade de Expressão
É importante esclarecer que este blog, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal ...
veja mais aqui

Print