Publicações atualizadas em nossa página do FACEBOOK




Publicações do nosso blog

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Terra na Mira de uma Tempestade Solar Gigante

Terra na mira da tempestade solar gigante, que pode explodir qualquer coisa, de circuitos de TV via satélite à redes de energia elétrica. Mancha está próxima do centro do Disco Solar 
Uma mancha solar de 100.000 quilômetros de diâmetro, tão grande, que a Terra ficaria pequena, em comparação a ela, está lançando gigantescas erupções solares, que podem causar estragos nas comunicações eletrônicas e redes elétricas que vão desde eletrônicos portáteis, como iPhones e às subestações de rede elétrica.

 Foto/Crédito: Fabiano Belisário Diniz, Curitiba - Brasil
Spaceweather.com 

A NASA detectou na semana passada, duas erupções Solares de Classe X, provenientes da mancha 1302 - as mais extremas explosões possíveis. As explosões que ocorreram em 24 de Setembro, produziram um incrível show de luzes sobre a Inglaterra na noite passada - mas está longe de acabar, pois as manchas solares ainda não estão diretamente alinhadas com a Terra.

Especialistas da NASA tem dito, que “nada de elétrico” pode ser afetado por tal atividade. (Quero acreditar!)

Conhecido como Região Ativa 1302, a mancha solar, está produzindo explosões de radiação tão intensas, que auroras espetaculares, causadas por partículas do Sol que atingem a atmosfera, têm sido vistas até o sul de Oxfordshire.

Meteorologistas de clima espacial, estimam uma possibilidade de 40 por cento de novos Flares (chamas), durante as próximas 24 horas. Qualquer erupção que eclodir agora seria diretamente dirigida para a Terra, porque a mancha atravessa bem o centro do disco solar.

Resumindo, sem lua no céu e uma região ativa sobre o sol, as próximas noites podem ser muito interessantes para os observadores do céu na Grã-Bretanha!

Há algum perigo, também, que a atividade solar irá interromper os sistemas de comunicação, especialmente em latitudes superiores, como norte do Canadá e da Escandinávia.

De acordo com a NASA, uma mancha solar ocorre quando fortes campos magnéticos no Sol atingem a superfície e permitem esfriar a região abaixo. As grandes manchas podem ser vistas claramente através de telescópios e câmeras poderosas, mas atualmente dispondo de filtros especiais para observação do sol, as manchas podem facilmente, serem vistas. A intensa atividade magnética em uma mancha solar, muitas vezes produz erupções solares imensas e brilhantes, ou seja, quanto maior o ciclo solar, as explosões tem mais brilho e são mais intensas. (Estamos num período de alta solar).

O diâmetro da AR 1302 foi medida, em uma escala assustadora, de 100.000 quilômetros, várias vezes maior que a Terra, considerando que o diâmetro da Terra é de aproximadamente 12.000 quilômetros .
Nota André: Caberia 8 planetas Terra um do lado do outro na extensão da mancha. Algumas consequências desta atividade solar:
Atividades solar KP nos dias 26 e 27/09 - Ênfase para a de Intensidade Kp=8 (atualizado)
Fotos dos Efeitos Luminosos no Céu causados pelas Tempestades Geomagnéticas de 26/09/2011
Foto/Crédito: Spaceweather.com - Fabiano Belisário Diniz
Tradução e adaptação de texto e medidas: Gério Ganimedes
Complementação: Gério Ganimedes
Direitos Reservados ao Projeto Quartzo Azul ©©


EmoticonEmoticon